Comprometimento Organizacional
27 fev

Comprometimento Organizacional

Notícias

Retomando a discussão acerca do comprometimento organizacional, percebe-se que na contemporaneidade, o mundo do trabalho, complexo e multifacetado, requer indivíduos cada vez mais envolvidos e vinculados aos propósitos organizacionais. O contexto de demasiada concorrência demanda que as organizações mantenham indivíduos com um bom nível de qualificação e que sejam comprometidos com os objetivos e valores organizacionais. Tais exigências têm propiciado uma mudança significativa na vida pessoal e profissional dos indivíduos, da sociedade e das organizações.

Transformações constantes e significativas ocorrem no mundo, o que reflete em toda a sociedade, dada sua relevância e velocidade. Dentro desse contexto, encontram-se inseridos os indivíduos, com as suas particularidades e limitações. Nesse sentido, investigar o comprometimento requer entender todas as modificações ocorridas e encontrar o elo entre o indivíduo e a importância atribuída às esferas da sua vida, dentre elas a profissional. Nessa esfera, as organizações buscam reter indivíduos que vestem a camisa da empresa, que consideram o trabalho que desenvolvem como desafiante e que têm iniciativa e disposição para alcançar resultados satisfatórios para a organização assim como os gestores almejam um ambiente de trabalho produtivo e harmonioso, e, por intermédio da administração, buscam, juntamente com as equipes, obter uma maior produtividade e qualidade nos serviços prestados.

Dentre as inúmeras preocupações da gestão, no contexto organizacional, está a de conseguir selecionar e reter indivíduos qualificados, dispostos e engajados com a resolução dos problemas e com os objetivos da organização. No setor de serviços, por exemplo, torna-se um desafio reter profissionais qualificados e engajados com os propósitos da organização, para que possam atender às demandas dos clientes com qualidade, o que contribui para que a organização tenha vantagem competitiva no mercado de trabalho. Dentro desse contexto, é de fundamental importância, especialmente na atual conjuntura econômica, que as organizações consigam manter uma comunicação clara e objetiva com empregados e consigam envolvê-los com seus propósitos. É por intermédio das políticas de gestão de pessoas que as organizações buscam influenciá-los, envolvê-los e retê-los.

E na sua organização, vocês percebem que os trabalhadores são realmente comprometidos?  Estão engajados com os valores e propósitos organizacionais?

Caso precise de ajuda o nosso RH está preparado para auxiliar nestas questões.

Texto por Taíse Mariano (Gerente de RH da Organização Silveira de Contabilidade).

compartilhar

BUSCA

Categorias